Melhores bónus Copa do Mundo Brasil x Costa Rica

Depois da estreia contra a Suíça em Rostov, no sudoeste, o Brasil vai cruzar a Rússia para jogar em São Petersburgo, noroeste, para pegar a Costa Rica, o grande azarão da Copa do Mundo de 2014.

A seleção da Costa Rica teve uma campanha memorável no Brasil, há quatro anos. Colocada no Grupo da Morte pelo sorteio, com três campeãs do mundo, a seleção caribenha não só negou a previsão de ser o saco de pancadas como ainda liderou o grupo, deixando Itália e Inglaterra na rabeira e eliminadas. Eles ainda passaram pela Grécia nas oitavas antes de cair para a Holanda nos pênaltis.

A estrutura e os jogadores serão basicamente os mesmos em 2018, com Keylor Navas como destaque inegável. Goleiro do Real Madrid nesses últimos anos, Navas ganhou absolutamente tudo em um dos maiores clubes do mundo . Mas agora ele e sua equipe terão que lidar com o fato que a campanha de 2014 mais cinco Copas do Mundo seguidas no currículo farão a Costa Rica ser mais visada. E do meio para a frente o time não é dos mais qualificados.

Melhores bónus Copa do Mundo Áustria x Brasil

Na eliminatória para a Copa do Mundo da Concacaf a equipe se classificou com uma rodada de antecedência. Apesar do nível ter aumentado, tanto que os Estados Unidos acabaram ficando de fora, a zona ainda não é forte e mesmo assim o time só teve quatro vitórias em 10 jogos.

Ou seja, contra o Brasil, que foi o líder indiscutível da eliminatória da Conmebol, a segunda mais forte que existe, o time costarriquenho é obviamente azarão. As casas de apostas não só veem esse jogo como desequilibrado a favor do Brasil, como ainda colocam a Costa Rica como uma das seleções mais improváveis para ganhar a Copa, à frente apenas de Panamá, Arábia Saudita, Coréia do Sul e Tunísia.

Claro que a Costa Rica vai entrar em campo com vontade de calar a boca dos analistas pela segunda copa consecutiva, mas as chances de conseguir fazer isso são baixas. Itália e Inglaterra chegaram na Copa de 2014 com seleções envelhecidas e não jogando bom futebol há muito tempo. Desta vez o Brasil é inegavelmente a maior força do grupo, com jogadores de elite nas maiores forças da Europa: Neymar no PSG, Philippe Coutinho no Barcelona, Gabriel Jesus no Manchester City, Marcelo no Real Madrid.

Para este jogo contra o Brasil, Navas então terá que se desdobrar, mas deve ser protegido por uma linha de 4 ou até cinco defensores. À frente, Bryan Ruiz, que joga no Sporting de Portugal e Marcos Ureña, atacante do Los Angeles FC, da MLS, podem servir como desafogo e lutar pela bola do jogo. Não é muito, mas a Costa Rica já soube desafiar as expectativas e ter sucesso nisso. Eles vão tentar o bis na Rússia.