Top casas de apostas
Conteúdo Comercial

Bónus de boas-vindas BIGBET
T&C’s Aplicáveis

BIGB...

100% até R$ 120
T&C’s Aplicáveis

Não precisa de código

100% até R$ 200
T&C’s Aplicáveis

DEPO...

100% até R$ 150
T&C’s Aplicáveis

Não precisa de código

A Sérvia é com certeza o adversário mais difícil de prever do Brasil na fase de grupos da Copa do Mundo 2018. O jogo será em Moscou mas não no lugar da final, o estádio Luzhniki, e sim na Otkritie Arena, estádio do Spartak.

A Sérvia conseguiu a vaga de forma direta, encabeçando seu grupo nas eliminatórias com 21 pontos em 10 jogos. O grupo, entretanto, era fraco, com a Irlanda ficando sem segundo e Gales e Áustria atrás. A seleção acabou demitindo o treinador Slavoljub Muslin mesmo com a classificação. Seu substituto é Mladen Krstajic.

Mas a seleção tem seus talentos. Aleksandar Kolarov, jogador da Roma, continua sendo dono de uma canhota potente e pode ser um perigo tanto para ações ofensivas como na bola parada, provando isso no time italiano e também no seu tempo no Manchester City. Falando em Manchester, o principal jogador da seleção é Nemanja Matic, que atua no meio-campo do United. Com boa saída de bola e marcação, o atleta de 1,94 tem boa qualidade com a bola nos pés.

O atacante Dusan Tadic é outro destaque do time, com 13 gols pela seleção. Atuando no Southampton ele participou de 30 partidas na Premier League, com três gols marcados. E a Sérvia ainda tem uma geração que foi campeã da Copa do Mundo sub-20 em 2015, batendo o próprio Brasil, com Milinkovic-Savic e Zivkovic de destaques.  O jovem Aleksandar Mitrovic, do Fulham (Inglaterra) que marcou dois gols em amistoso contra a Nigéria recentemente, é outro que pode causar boa impressão na Rússia.

Melhores bónus Copa do Mundo Brasil x Sérvia

Site de apostas Bónus disponível Obter bônus
Atualizando bónus *
100% até R$ 120
100% até $ 30
100% até R$ 400
100% até R$ 120

Não precisa de código

Ativado bónus
100% até 250 €

Não precisa de código

Ativado bónus

Segundo os que acompanham de forma mais próxima a seleção, Muslin foi demitido do cargo de treinador por não deixar os mais jovens atuarem, especialmente Milinkovic-Savic, que está deixando boa impressão na Lazio.

Independente do porquê e da troca de treinador, há razão para ter empolgação. A imprensa da Servia destacou, logo após o sorteio dos grupos da Copa do Mundo, que a equipe poderia brigar pela segunda vaga já que Suíça e Costa Rica não imporiam medo. Isso é um fato, mas fica ainda a dúvida de como será o encaixe do time e que Sérvia veremos nos campos da Rússia.

Por isso é de suma importância que o time chegue para a partida contra o Brasil tendo feito a lição de casa nos dois jogos anteriores, contra Costa Rica e Suíça, respectivamente. Assim o time pode até perder o jogo contra os pentacampeões do mundo ou torcer para que os dois rivais empatem e assim compliquem suas chances de classificar.

Outro cenário positivo para a Sérvia ao pegar o Brasil por ultimo é a chance dos canarinhos pouparem jogadores, já que é provável que o time vença as partidas iniciais. Assim ficaria mais fácil por exemplo conseguir um empate.

Incógnita, a Sérvia está correndo contra o tempo para achar seu melhor time antes de enfrentar a Costa Rica no dia 17 de junho. Se ela vai achar, só vamos saber quando vermos com os próprios olhos.