Jogo Responsável

Sabe o que é Jogo Responsável?

Jogo Responsável faz parte de uma atitude que deve ser adotada por todos os jogadores que apostam dinheiro na internet ou em salas reais (como casinos, bingo ou casas de apostas), de modo a evitar comportamentos de adição; desestruturação pessoal, financeira, familiar ou profissional; assim como para garantir que o prazer do jogo nunca se perde. Há uma série de princípios, testes de autoavaliação comportamental e boas práticas que vamos explorar ao longo deste artigo.

A recente regulação dos jogos e apostas online em Portugal prevê que os vários exploradores tenham uma atitude proactiva na informação prestada aos seus jogadores a este respeito, e que tanto quanto possível dotem os seus jogadores de ferramentas que promovam o Jogo Responsável. É por isso que nas melhores casas de apostas online, sejam elas de desporto ou casino, vai poder definir limites de apostas diários ou semanais através da sua conta de jogador.

E é também por isso que qualquer linha de contacto com o serviço de Apoio ao Cliente – nomeadamente via chat, email ou telefone – está preparada para dar aconselhamento sobre controlo de jogo e encaminhamento profissional sempre que houver sinais de adição.

O princípio último do Jogo Responsável é que qualquer atividade de jogo online ou offline deve ser encarada como uma atividade de lazer ou entretenimento. Apesar de os exploradores de jogos de fortuna terem a obrigação ética e legal de prestar informação sobre este assunto aos seus jogadores, são os próprios que devem procurar informar-se para que o prazer do jogo não resvale em adição.

Siga os seguintes princípios do Jogo Responsável para se proteger

É um dado conhecido que o jogo online pode provocar adição e, apesar de atualmente serem feitos todos os esforços por parte do legislador e das casas de apostas licenciadas para contornar essa situação, em última análise é ao jogador que cabe adotar comportamentos de Jogo Responsável para se proteger. Tenha atenção aos seguintes princípios se quiser garantir a melhor experiência quando estiver a jogar numa casa de apostas:

  • Deve entender o jogo online como uma atividade de sorte ou azar, não um meio de obtenção de rendimentos ou um estilo de vida. Os resultados dependem sempre da sorte, não de perícia ou persistência.
  • Todos temos obrigações financeiras, por isso quando estiver a jogar a dinheiro não invista mais dinheiro do que aquele que está disposto a perder.
  • Antes de começar uma sessão de jogo online, estabeleça limites de tempo a despender e de dinheiro a investir. Não ultrapasse os seus limites e não ceda à tentação de apostar por impulso.
  • Não jogue para recuperar perdas ou para pagar dívidas.
  • O jogo online não é um bom meio de escape para problemas pessoais e dificuldades do quotidiano. Se o encarar como tal, poderá facilmente desenvolver sinais de adição.
  • Não deve jogar quando estiver em estados de consciência alterados, ou seja, sob o efeito de certa medicação, álcool, drogas, com sono ou com um estado de espírito desequilibrado.

Faça um teste: descubra se tem maus hábitos de jogo e se deve procurar ajuda

Responda para si mesmo às 10 questões simples que vamos colocar de seguida. Se responder afirmativamente a uma ou mais das questões, tal poderá indiciar hábitos de jogo nocivos e com potencial para desenvolver adição. Deixamos também em baixo os contactos das entidades públicas que poderão fazer acompanhamento psicológico gratuito em caso de adição ao jogo.

  1. Já só se consegue divertir com apostas de valor elevado?
  2. Sente-se inquieto ou irritado quando pensa que vai ter de parar de jogar?
  3. Já perdeu dinheiro que lhe fazia falta em apostas online?
  4. Pensa ao longo do dia em fazer apostas, mesmo quando não está a jogar?
  5. Costuma jogar quando se sente deprimido, ansioso, preocupado ou angustiado?
  6. Costuma jogar para recuperar dinheiro perdido, pagar contas ou dívidas?
  7. Evita conversar sobre os seus hábitos de jogo, ou sente que os outros o julgariam facilmente se lhes falasse disso?
  8. Sente que a sua vida pessoal ou profissional já foi de algum modo afetada por causa do jogo?
  9. Já teve de pedir dinheiro emprestado para poder jogar?
  10. Sente-se mais vezes frustrado do que divertido quando faz apostas online?

É importante notar que a resposta a nenhuma destas questões reflete a saúde mental dos jogadores, porém, uma resposta afirmativa pode indiciar hábitos pouco saudáveis de jogo. Considere contactar gratuitamente a Linha Vida se achar que precisa de aconselhamento psicológico profissional de qualidade – Telefone: 1414, disponível nos dias úteis das 10h às 18h. Email: 1414@sicad.min-saude.pt.

Ative a funcionalidade de Autoexclusão

Entre os vários mecanismos que promovem o Jogo Responsável, a funcionalidade de Autoexclusão permite-lhe definir limites de apostas, controlar as suas perdas e o tempo de jogo. Quase todas as casas de apostas licenciadas em Portugal oferecem esta funcionalidade, e às vezes só tem de a ativar na sua conta de jogador, ou então contactando diretamente o serviço de Apoio ao Cliente das casas de apostas onde esteja registado.
A vantagem da Autoexclusão é que pode definir de antemão, antes mesmo de começar a jogar, qual é o montante máximo de dinheiro que está disposto a investir/perder num determinado site de jogos online. Assim que esse limite é atingido, é-lhe imposta uma pausa obrigatória de vários meses em que fica impedido de voltar a jogar.
Com a Autoexclusão é você que define os seus limites e se protege contra comportamentos de jogo obsessivo ou impulsivo, porque se impõe as suas próprias regras. Caso ultrapasse os seus limites e fique em vigor o período de Autoexclusão, só poderá voltar a jogar caso contacte o serviço de Apoio ao Cliente de determinada casa de apostas e justifique porque pretende que lhe seja levantado esse impedimento.